Polônia - Capítulo
Capítulo Provincial - Polônia Um novo Conselho Provincial foi eleito a 9 de fevereiro de 2024: Pe. Grzegorz Zembroń, provincial (no centro) Pe. Robert Głodowski, vigário provincial (para a esquerda) Pe. Piotr Grudzień, assistente provincial... Czytaj więcej
Carta do Superior Geral
Natal de 2023 Ano Novo 2024 “Anuncio-vos uma grande alegria: hoje nasceu para vós um Salvador, Cristo Senhor” (Lc 2,10-11) Queridos irmãos, Estou verdadeiramente feliz, juntamente com o meu conselho, por trazer mais uma vez a cada um de... Czytaj więcej
Carta do Superior Geral
Natal de 2023 Ano Novo 2024 “Anuncio-vos uma grande alegria: hoje nasceu para vós um Salvador, Cristo Senhor” (Lc 2,10-11) Queridos irmãos, Estou verdadeiramente feliz, juntamente com o meu conselho, por trazer mais uma vez a cada um de... Czytaj więcej
prev
next

Santuários mais visitados

Items filtered by date: dezembro 2023

domingo, 24 dezembro 2023 09:46

Carta do Superior Geral

Natal de 2023

Ano Novo 2024

“Anuncio-vos uma grande alegria: hoje nasceu para vós um Salvador, Cristo Senhor”

(Lc 2,10-11)

Queridos irmãos,

Estou verdadeiramente feliz, juntamente com o meu conselho, por trazer mais uma vez a cada um de vós, onde quer que esteja no mundo, nas Províncias ou nas nossas missões, com boa saúde ou sofrendo no corpo e no espírito, jovens aspirantes e noviços, os votos sinceros e fraternos de um Santo Natal e de um fecundo Ano Novo, cheio da graça de Deus e da presença da Bela Senhora, nossa Mãe e Padroeira.

As festas de Natal que ocorrem no final do ano civil e no início de um novo ano litúrgico são para nós um momento particularmente propício para nos reunirmos, idealmente, num abraço fraterno e também para fazer um balanço do tempo que, no seu fluxo inexorável e rápido, atravessa e marca, para o bem ou para o mal, não só a vida do mundo e da Igreja, mas também a nossa vida pessoal, comunitária e apostólica.

Desejo para mim e para cada um de vós que a luz da estrela que uma vez apareceu no céu de Belém continue iluminando hoje a nossa vida religiosa e a nossa história pessoal, para que possamos vê-las como um lugar privilegiado de encontro com Deus e com os irmãos, e também como lugar onde a salvação trazida por Cristo é acolhida e realizada concretamente.

1. O religioso é um profeta

Por ocasião da assembleia de outono da USG (União dos Superiores Gerais) em Sacrofano, perto de Roma, que teve lugar em torno do tema: “Sinodalidade: um apelo renovado à profecia da esperança”, foi reiterado com força que, o religioso, por sua natureza, tem a incómoda e nada fácil missão de ser um autêntico profeta na Igreja e no mundo, primeiro com a sua vida e depois com a sua palavra. Além disso, o religioso é aquele que tem também a árdua e singular tarefa de identificar os sinais e ouvir as vozes que falam da presença de Deus antes de mais nada na vida quotidiana da sua própria vida e, portanto, na da existência humana... Por outras palavras, é aquele que, como profeta, ainda é capaz de captar e ler a realidade com os olhos de Deus e, portanto, não deve apenas viver da esperança, mas deve promovê-la e semeá-la abundantemente à sua volta.

Além disso, a missão do religioso na Igreja e no mundo é descobrir e indicar caminhos novos e possíveis a percorrer junto com a sua comunidade e o povo de Deus para melhor corresponder às solicitações e necessidades do Evangelho. Este caminho realizado de forma sinodal é feito de escuta, oração, diálogo e discernimento. Ser Igreja e ser comunidade juntos deve tornar-se um estilo de vida habitual a ser constantemente prosseguido, uma forma a assumir com confiança e coragem e uma missão a cumprir com esperança e entusiasmo, não sozinhos, mas juntos.

A vida religiosa, no seu conjunto, está a tornar próprio o anseio e o sonho do Papa Francisco de ver uma Igreja não só renovada nas suas estruturas, mas sobretudo mais evangélica, mais pobre e mais próxima dos mais frágeis, convictamente em saída e, portanto, fundamentalmente missionária. Como todos os religiosos, também nós, missionários da Virgem que chora em La Salette, somos chamados a não fugir deste compromisso que é ao mesmo tempo pessoal e eclesial, bem como a dedicar toda a nossa atenção e energias humanas e espirituais a expressar o nosso carisma com as necessidades e exigências actuais da Igreja e do mundo de hoje.

2. Rumo ao Capítulo Geral de 2024

Como já foi anunciado diversas vezes, dentro de alguns meses, no início do novo ano, celebraremos o 33º Capítulo Geral da nossa Congregação em Madagascar. Convido a todos, aspirantes, noviços, religiosos jovens, idosos, leigos saletinos, amigos e benfeitores, a viver este tempo de esperança e este momento, verdadeiramente especial para todos nós, como Kairós, um tempo favorável e uma ocasião propícia, habitada pelo Espírito, para um novo recomeço no campo da nossa vida religiosa e missionária. O Capítulo, é fácil imaginar, encorajar-nos-á a recuperar com um espírito novo a riqueza do nosso carisma, a apresentá-lo com coragem e a fazê-lo viver com alegria para todos aqueles que a Providência colocará no nosso caminho pastoral como religiosos e sacerdotes de La Salette. Este será para nós um desafio exigente e saudável que teremos de saber aceitar com responsabilidade, com grande humildade e confiante esperança.

3. Província Italiana em festa

No dia 8 de dezembro, a Província Italiana viveu um momento verdadeiramente histórico, gracioso e alegre com a ordenação diaconal do Ir. Luca Anderloni, de origem veronesa. Este acontecimento é particularmente digno de ser recordado porque ocorreu depois de 25 anos, desde a última ordenação sacerdotal que a Itália teve. Outro momento histórico será a emissão dos votos perpétuos do Ir. Antón Rodríguez, de origem espanhola, que acontecerá no dia 31 de dezembro deste ano, em nossa comunidade de Turim. Dois sinais de esperança tanto para a Congregação como para a Província italiana. Desejo a estes dois jovens, apoiados pelo carinho e pela oração de todos nós, que sejam sempre fiéis e perseverantes na sua vocação religiosa e missionária sob o olhar materno de Maria.

4. Jubileu Sacerdotal

Aproveito esta oportunidade para agradecer do fundo do coração a todos aqueles que, de perto ou de longe, me acompanharam com carinho e oração na celebração do 50º aniversário da minha ordenação sacerdotal. Todos, sem exceção, os levei comigo ao altar no momento da missa jubilar. Agradeço também aos irmãos, vivos ou falecidos, que nestes cinquenta anos, de uma forma ou de outra, me apoiaram e encorajaram a viver o dom do sacerdócio em espírito de serviço como missionário Saletino. Estou-lhes também muito grato pelo carácter exemplar de sua vida religiosa e pelo testemunho do seu zelo apostólico, que muito moldaram o meu ser religioso e sacerdote. Que a Bela Senhora de La Salette, nossa mãe e padroeira, abençoe e proteja a todos e a cada um.

5. Saudações

Gostaria de estender estes bons votos aos nossos amigos Leigos Saletinos que, em todo o mundo, estão empenhados em dar a conhecer a mensagem da Virgem que chora em La Salette e em incorporar nas suas vidas e nos seus ambientes agradáveis ​​a riqueza do carisma de reconciliação. Os meus melhores votos vão também para as Irmãs de La Salette que colaboram connosco em muitas realidades missionárias e de forma muito particular no santuário de La Salette/França, onde partilhamos juntos o fardo e o desafio de acolher e acompanhar os peregrinos que chegam de diferentes partes do mundo para escalar a Montanha Sagrada.

Que o nascimento do Salvador torne a nossa fé forte, a nossa esperança constante e a nossa caridade e comunhão fraterna visíveis e alegres.

Que a Bela Senhora de La Salette nos ajude a acolher com alegria o seu Filho na nossa vida e na nossa missão, e nos acompanhe com perseverança e ternura materna no caminho sinodal rumo à celebração do próximo Capítulo Geral.

Boas e santas festas de Natal!

Fraternalmente o vosso,

P. Silvano Marisa MS

Superior Geral

Published in LEIGOS SALETINOS (POR)
domingo, 24 dezembro 2023 09:46

Carta do Superior Geral

Natal de 2023

Ano Novo 2024

“Anuncio-vos uma grande alegria: hoje nasceu para vós um Salvador, Cristo Senhor”

(Lc 2,10-11)

Queridos irmãos,

Estou verdadeiramente feliz, juntamente com o meu conselho, por trazer mais uma vez a cada um de vós, onde quer que esteja no mundo, nas Províncias ou nas nossas missões, com boa saúde ou sofrendo no corpo e no espírito, jovens aspirantes e noviços, os votos sinceros e fraternos de um Santo Natal e de um fecundo Ano Novo, cheio da graça de Deus e da presença da Bela Senhora, nossa Mãe e Padroeira.

As festas de Natal que ocorrem no final do ano civil e no início de um novo ano litúrgico são para nós um momento particularmente propício para nos reunirmos, idealmente, num abraço fraterno e também para fazer um balanço do tempo que, no seu fluxo inexorável e rápido, atravessa e marca, para o bem ou para o mal, não só a vida do mundo e da Igreja, mas também a nossa vida pessoal, comunitária e apostólica.

Desejo para mim e para cada um de vós que a luz da estrela que uma vez apareceu no céu de Belém continue iluminando hoje a nossa vida religiosa e a nossa história pessoal, para que possamos vê-las como um lugar privilegiado de encontro com Deus e com os irmãos, e também como lugar onde a salvação trazida por Cristo é acolhida e realizada concretamente.

1. O religioso é um profeta

Por ocasião da assembleia de outono da USG (União dos Superiores Gerais) em Sacrofano, perto de Roma, que teve lugar em torno do tema: “Sinodalidade: um apelo renovado à profecia da esperança”, foi reiterado com força que, o religioso, por sua natureza, tem a incómoda e nada fácil missão de ser um autêntico profeta na Igreja e no mundo, primeiro com a sua vida e depois com a sua palavra. Além disso, o religioso é aquele que tem também a árdua e singular tarefa de identificar os sinais e ouvir as vozes que falam da presença de Deus antes de mais nada na vida quotidiana da sua própria vida e, portanto, na da existência humana... Por outras palavras, é aquele que, como profeta, ainda é capaz de captar e ler a realidade com os olhos de Deus e, portanto, não deve apenas viver da esperança, mas deve promovê-la e semeá-la abundantemente à sua volta.

Além disso, a missão do religioso na Igreja e no mundo é descobrir e indicar caminhos novos e possíveis a percorrer junto com a sua comunidade e o povo de Deus para melhor corresponder às solicitações e necessidades do Evangelho. Este caminho realizado de forma sinodal é feito de escuta, oração, diálogo e discernimento. Ser Igreja e ser comunidade juntos deve tornar-se um estilo de vida habitual a ser constantemente prosseguido, uma forma a assumir com confiança e coragem e uma missão a cumprir com esperança e entusiasmo, não sozinhos, mas juntos.

A vida religiosa, no seu conjunto, está a tornar próprio o anseio e o sonho do Papa Francisco de ver uma Igreja não só renovada nas suas estruturas, mas sobretudo mais evangélica, mais pobre e mais próxima dos mais frágeis, convictamente em saída e, portanto, fundamentalmente missionária. Como todos os religiosos, também nós, missionários da Virgem que chora em La Salette, somos chamados a não fugir deste compromisso que é ao mesmo tempo pessoal e eclesial, bem como a dedicar toda a nossa atenção e energias humanas e espirituais a expressar o nosso carisma com as necessidades e exigências actuais da Igreja e do mundo de hoje.

2. Rumo ao Capítulo Geral de 2024

Como já foi anunciado diversas vezes, dentro de alguns meses, no início do novo ano, celebraremos o 33º Capítulo Geral da nossa Congregação em Madagascar. Convido a todos, aspirantes, noviços, religiosos jovens, idosos, leigos saletinos, amigos e benfeitores, a viver este tempo de esperança e este momento, verdadeiramente especial para todos nós, como Kairós, um tempo favorável e uma ocasião propícia, habitada pelo Espírito, para um novo recomeço no campo da nossa vida religiosa e missionária. O Capítulo, é fácil imaginar, encorajar-nos-á a recuperar com um espírito novo a riqueza do nosso carisma, a apresentá-lo com coragem e a fazê-lo viver com alegria para todos aqueles que a Providência colocará no nosso caminho pastoral como religiosos e sacerdotes de La Salette. Este será para nós um desafio exigente e saudável que teremos de saber aceitar com responsabilidade, com grande humildade e confiante esperança.

3. Província Italiana em festa

No dia 8 de dezembro, a Província Italiana viveu um momento verdadeiramente histórico, gracioso e alegre com a ordenação diaconal do Ir. Luca Anderloni, de origem veronesa. Este acontecimento é particularmente digno de ser recordado porque ocorreu depois de 25 anos, desde a última ordenação sacerdotal que a Itália teve. Outro momento histórico será a emissão dos votos perpétuos do Ir. Antón Rodríguez, de origem espanhola, que acontecerá no dia 31 de dezembro deste ano, em nossa comunidade de Turim. Dois sinais de esperança tanto para a Congregação como para a Província italiana. Desejo a estes dois jovens, apoiados pelo carinho e pela oração de todos nós, que sejam sempre fiéis e perseverantes na sua vocação religiosa e missionária sob o olhar materno de Maria.

4. Jubileu Sacerdotal

Aproveito esta oportunidade para agradecer do fundo do coração a todos aqueles que, de perto ou de longe, me acompanharam com carinho e oração na celebração do 50º aniversário da minha ordenação sacerdotal. Todos, sem exceção, os levei comigo ao altar no momento da missa jubilar. Agradeço também aos irmãos, vivos ou falecidos, que nestes cinquenta anos, de uma forma ou de outra, me apoiaram e encorajaram a viver o dom do sacerdócio em espírito de serviço como missionário Saletino. Estou-lhes também muito grato pelo carácter exemplar de sua vida religiosa e pelo testemunho do seu zelo apostólico, que muito moldaram o meu ser religioso e sacerdote. Que a Bela Senhora de La Salette, nossa mãe e padroeira, abençoe e proteja a todos e a cada um.

5. Saudações

Gostaria de estender estes bons votos aos nossos amigos Leigos Saletinos que, em todo o mundo, estão empenhados em dar a conhecer a mensagem da Virgem que chora em La Salette e em incorporar nas suas vidas e nos seus ambientes agradáveis ​​a riqueza do carisma de reconciliação. Os meus melhores votos vão também para as Irmãs de La Salette que colaboram connosco em muitas realidades missionárias e de forma muito particular no santuário de La Salette/França, onde partilhamos juntos o fardo e o desafio de acolher e acompanhar os peregrinos que chegam de diferentes partes do mundo para escalar a Montanha Sagrada.

Que o nascimento do Salvador torne a nossa fé forte, a nossa esperança constante e a nossa caridade e comunhão fraterna visíveis e alegres.

Que a Bela Senhora de La Salette nos ajude a acolher com alegria o seu Filho na nossa vida e na nossa missão, e nos acompanhe com perseverança e ternura materna no caminho sinodal rumo à celebração do próximo Capítulo Geral.

Boas e santas festas de Natal!

Fraternalmente o vosso,

P. Silvano Marisa MS

Superior Geral

Published in INFO (PT)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 17:17

Concerto Internacional

Published in LEIGOS SALETINOS (POR)
sábado, 02 dezembro 2023 11:21

Mianmar - Capítulo...

MIANMAR – REGIÃO MARIA MÃE DA MISSÃO

Capítulo Regional: 1-2.12.2023, Pyin OO Lwin, Mianmar

Novo Conselho Regional

Pe. William Phyo Wai, superior regional (no centro)

Pe. David Kyaw Zwa Latt, vigário regional (para a esquerda)

Pe. Patrick Kyaw Lin, conselheiro regional (para a direita)

 

Published in INFO (PT)
Sign in with Google+ Subscribe on YouTube Subscribe to RSS Upload to Flickr

Login >>> ELENCHUS

Go to top